Novembro Azul: entenda o câncer de próstata em cães e gatos

Novembro Azul: entenda o câncer de próstata em cães e gatos

O câncer de próstata é uma doença que assusta os homens, apesar de ter tratamento e cura. Mas o que muitas famílias não imaginam é que atinge também aos animais, inclusive cachorros.

O câncer de próstata atinge 80% dos cães não castrados, segundo o Conselho Federal de Medicina Veterinária. O Novembro Azul é marcado por campanhas de conscientização contra o câncer de próstata, mas, além dos humanos, cada vez mais os animais também precisam se prevenir contra a doença.

 

Entenda os problemas na próstata

A próstata é uma glândula sexual acessória localizada próxima à bexiga dos animais machos, sua função é produzir fluido prostático que auxilia na movimentação dos espermatozoides. A partir dos seis anos de idade os cães podem começar a ter o aumento da próstata, que é chamado de Hiperplasia Prostática Benigna. Esta alteração também pode surgir em gatos, mas é raro. Além disso, os animais ainda podem desenvolver a Prostatite, que é uma infecção bacteriana.

Quais são os sintomas?

O tutor precisa ficar atento a urina do animal que pode apresentar alguns sinais de alerta, como gotejamento, aumento na quantidade de vezes que o animal faz xixi, presença de sangue ou pus na urina, constipação e dor abdominal.

Como é feito o diagnóstico?

Existem duas formas de diagnosticar as doenças de próstata. O diagnóstico pode ser feito por meio do exame físico com o toque retal e através do exame ultrassonográfico que pode confirmar o aumento prostático.

O câncer é sempre maligno?

O câncer maligno da próstata é menos comum e normalmente vem acompanhado de sintomas mais generalizados como perda de peso, fraqueza dos membros pélvicos, além dos sintomas relacionados à urina do animal.

A castração – a melhor prevenção

O tratamento mais comum é a castração do animal, já que o aumento da próstata depende da testosterona produzida pelos testículos. De acordo com veterinários, há evolução favorável de 70% dos casos em até 90 dias após o procedimento. Eles alertam que em alguns casos é recomendado a retirada cirúrgica da próstata, que não causa nenhum dano à saúde do cão. Esta prática é considerada como sendo a mais eficaz quando realizada nos animais antes de 6 meses de idade. Este processo evita que a glândula da próstata a desenvolver-se como não há produção de testosterona. Um cão macho maduro, quando esterilizado, terá a glândula encolhendo para cerca de 1/4th do seu tamanho anterior. Portanto, se a próstata não aumenta de tamanho, normalmente não haverá possibilidade mínima de prostatomegalia. A castração tem outros benefícios além de diminuir o risco de aumento da próstata. Um cão castrado será menos suscetível a hérnias perineais ou tumores penianos. O cão vai ser menos agressivo, menos territorial, relativamente mais calmo do que caninos não-castrados, e menos propenso a doenças contagiosas como ele seria menos interessado em busca de fêmeas no cio. A maioria dos proprietários de cães atesta o fato de que os caninos castrados são mais carinhosas.

Viu alguma anormalidade?

Procure um veterinário rapidamente, ele é único profissional capacitado para diagnosticar os problemas relacionados a próstata do seu animal.

Gostou deste post? Deixe seu comentário

Bem vindos ao nosso Blog!

Postamos muitas coisas sobre as atividades do abrigo e dicas para cuidar bem do seu patudo!

Cães para Adoção

Estes cães estão a procura de um novo lar!

Conheça todos os caezinhos disponíveis para adoção em nossa organização
Temos certeza que você tem o que eles mais precisam neste momento, muito amor.